Impotência do homem e envelhecimento

A impotência masculina é uma questão de crescente preocupação, especialmente no mundo ocidental.

Estudos mostram que metade da população masculina no grupo solar de 40 a 70 anos apresenta algum grau de disfunção erétil. Por outro lado, na idade mais jovem, 10%, apresenta problemas significativos, o que está aumentando.

As principais causas da impotência masculina são doenças sistêmicas e condições patológicas que estão envolvidas na disfunção sexual masculina, enquanto a relação entre a disfunção sexual masculina e o fenômeno do envelhecimento biológico patológico é significativa.

Impotência do homem e investigações clínicas

O estudo das doenças patológicas e condições envolvidas na impotência masculina é relativamente recente da ciência médica. projeto atrasou bem organizado pesquisa clínica científica sobre a impotência masculina e sua relação com doenças devido nomeadamente aos preconceitos sociais associados a estereótipos de masculinidade, segundo a qual os homens disfunção sexual, muitas vezes teve não foi considerado homens.

Impotência do homem – o fator orgânico e psicológico

O que todos os homens precisam saber sobre a impotência masculina é que o fator orgânico e psicológico coexistem em muitos casos com disfunção sexual. Além disso, a ejaculação precoce geralmente tem causas psicológicas quando a libido e as ereções estão indo bem e são freqüentemente vistas na ansiedade.

Hoje, a Science in Medicine tem testes eficazes para investigar a impotência masculina, métodos eficazes de prevenção e tratamento do distúrbio. No entanto, a intervenção precoce é importante.

Impotência e envelhecimento do homem: a função sexual e sua relação com a idade

A função sexual normal do homem implica uma libido intacta, bem como capacidade de ereção e ereção, ejaculação normal e ereção suave após o coito. O tempo afeta a função sexual normal do homem, mas a função cronológica que o fenômeno se desenvolve difere de pessoa para pessoa. Nestes casos, o tratamento para idosos mais indicado é o Herus Caps, por conter uma formula totalmente natural, seus componentes não entraram em contato com outros químicos, se o paciente estiver fazendo o uso de outras medicações. Se você está procurando Herus Caps e não está visualizando as informações com promoções, acesse Herus Caps reclame aqui.

Desejo sexual e andrógenos

O desejo sexual (libido) está diretamente relacionado aos andrógenos e, especialmente, à testosterona. A libido (libido) faz com que pensamentos sexuais, influenciado por estímulos psicológicos (visuais, olfativos, táteis, som, fantástico) e uma força motriz no processo de procura de parceiros sexuais.

Os andrógenos são responsáveis ​​pela libido normal e aumentada no homem normal, mas estudos em machos castrados mostraram que eles não são tão importantes para o bom funcionamento do efeito erétil, que é de particular interesse para o homem moderno. A testosterona é influenciada pela idade, pois ao longo do tempo seus níveis estão diminuindo, o que pode causar a libido (libido) cair. No entanto, na andropausa, os níveis hormonais raramente são tão baixos que exijam aumento do hormônio farmacêutico.

A ereção ocorre devido ao aumento do fluxo sanguíneo nos locais da fenda do sistema genital, após o relaxamento das fibras musculares lisas na área. O efeito de ereção é causado por reflexos nervosos, mobilizados após o efeito de uma variedade de fatores psicogênicos e hormonais. Assim, a ereção ocorre em três fases: A primeira fase, o início da ereção, envolve principalmente esfera mental intacta, função hormonal suave, bons reflexos neurológicos e estímulos periféricos. A segunda e terceira fases, que se caracterizam pelo preenchimento das artérias penianas e armazenamento de volume de sangue suficiente na rede do túnel, requerem principalmente anatomia local intacta e um bom sistema vascular onde o sangue flui.